‘Bendita Marvada’: degustando uma cachaça de grife em Minas Gerais

236

No ano passado, percorri os Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina em uma expedição etílica e cultural. Com a produtora Reclame Editorial Content, apresentei a série ‘Bendita Marvada’ para o canal Mais Globosat sobre a bebida que é 100% brasileira: a cachaça.

Neste período, visitei fazendas centenárias com suas plantações de cana-de-açúcar, engenhos e alambiques de cobre. Escutei causos e histórias fascinantes desta bebida tradicional que só recebe o nome de cachaça se for produzida no Brasil.

DSC_9926

Na rota, tive a felicidade de conhecer a fazenda Vista Alegre, a 60 km de Belo Horizonte. Uma propriedade de 600 hectares localizada em meio a montanhas, no município de Nova União (MG), onde é feita a mitológica cachaça Germana. Toda sua produção é artesanal e administrada por gerações pela família Caetano. Eles continuam destilando a branquinha da mesma maneira há mais de 100 anos.

DSC_9930

Fui recebido pelo irmãos Valter e Dirlene Caetano Pinto na sede da fazenda. Tudo parece parado no tempo e conservado no estilo barroco do período colonial. Somos abduzidos pelos anfitriões ao restaurante para o almoço. Sou surpreendido por um culinária regional com produtos orgânicos produzidos no local. Um banquete de iguarias desconhecidas do meu paladar como: Orapronobis, Urtiga, Samambaia, Serralha, Umbigo de Banana, todos mesclados com os pratos e guisados típicos da cozinha mineira.

DSC_9939

Após o almoço, o momento mais aguardado: a degustação das cachaças. Na dependência, onde está a imensa cave, centenas de barris, tonéis e dornas de carvalho, umburama, bálsamo envelhecem a soberba cachaça Germana para paladares diversos. Todo o processo de fermentação da Germana é realizado com fubá de milho e a embalagem é feita com folhas de bananeira de forma artesanal.

DSC_9925

O primeiro copo é da Germana Heritage, a pinga é de um bouquet intenso e delicioso. Ela é armazenada por oito anos em barris de carvalho e dois anos em tonéis de bálsamo.

Logo em seguida, beberico a germana Soul, uma clássica branquinha não envelhecida em estado cremoso, refrescante e gelada. Fico em êxtase. Sorvo com prazer a Germana Brasil, especiaria que possui um aroma único e sabor incomparável.

DSC_9922

Pergunto a Dirlene Caetano sobre exportação. “Recebo pedidos de encomendas do exterior quase que diariamente, porém o setor como um todo não tem suporte para atender a demanda internacional”, destaca.

Ela ressalta também que a cachaça está nos gostos de todas as camadas sociais. “Basta ver o sucesso dela pelo mundo afora”. Salve a branquinha, cajibrina, mé, teimosa, parati e outras centenas de nomes que a bendita marvada possui. Salve a bebida que está presente na mesa e história do Brasil.

DSC_9928

A série Bendita Marvada tem 13 episódios e está no NOW, no canal Mais Globosat.