Com construções oitocentistas, centro histórico de Floripa é alternativa para dias chuvosos

Florianópolis possui praias para todos os gostos e desejos. Mas o que fazer quando o tempo não ajuda? Roteiro histórico pelo centro é a sugestão

6319

Florianópolis possui praias para todos os gostos e desejos. Umas são mais para relaxar, outras para quem quer um agito. As possibilidades de lazer são as mais diversificadas: surfe, stand-up, mergulho, ficar lagarteando na areia, etc. Eu desejava dar um mergulho.

IMG_9667

Foto: Zé Queiroz

No sábado, havia participado do Fórum Mundial de Contatados, em Cacupé. Um encontro fascinante com especialistas em UFOs, extraterrestres e abduções. Logo quando acordei no domingo, fui surpreendido por um tempo nebuloso e com uma garoa fina. O que fazer? Estava hospedado na região central da capital catarinense e, na recepção do hotel, me ofereceram o Roteiro Autoguiado do Centro Histórico de Florianópolis.

O conteúdo do roteiro foi realizado pelo maior especialista de turismo da cidade, Antônio Pereira. Ele destaca 25 pontos históricos e culturais imprescindíveis. Pleno de disposição, sai caminhando pela rua Felipe Schmidt em direção ao músculo cardíaco da cidade, a Praça XV.

DSC_3060

Nas proximidades do local, observei uma série de sobrados oitocentistas, construções de arquitetura luso-brasileira do século 18 completamente restaurados. As ruas estavam vazias. Deslizo suavemente degustando o ambiente. O cenário pertence aos meus olhos. Destilo a beleza da arquitetura neoclássica da casa Alfândega.

DSC_3037

O roteiro destaca que três horas de caminhada são o bastante para conhecer ruas, igrejas, casarios, museus e monumentos com informações precisas e curiosas.

DSC_3055

A chuva volta a cair. Dou uma corrida até a centenária figueira da Praça XV. Segundo as informações, a belíssima árvore foi plantada em 1881. Contemplo e medito por ali. A chuva suaviza. Na caminhada, contemplo o magnífico Museu Cruz e Souza, conhecido como Palácio Rosado. O edifício foi construído pelo engenheiro militar José da Silva Paes, que tinha o desejo de transformá-lo em sede da casa do governo. O local foi uma das primeiras construções para o poder público. Ele abriga o Museu Histórico de Santa Catarina e possui um aconchegante jardim.

DSC_3048

Sou açoitado novamente pela chuva. Ao lado do Palácio Rosado, está a magnética Catedral Metropolitana. Ela é dedicada a Nossa Senhora do Desterro e começou a ser realizada em 1675 pelo bandeirante Francisco Dias Velho. Existem muitas obras de arte dentro da nave. A que me chamou atenção foi uma escultura de arte sacra talhada em madeira. Chamada de “Fuga para o Egito”, a obra é do artista Ferdinand Demetz.

DSC_3058

Mapa da mina
O guia lançado pela CDL é gratuito e te leva para uma viagem no tempo. Com ele, é possível respirar o passado de Florianópolis. Você o encontra nos hotéis, restaurantes ou no entorno da Praça XV.

DSC_3041

Para ir!
A Travessa Ratccliff é imperdível. O local é uma quebradinha de 50 metros com chão de lajota por onde não é permitido circular veículos. O bar Canto do Noel é o ponto de encontro para os amantes do samba aos sábados.

Me sigam também no instagram  @verissimoarthur